Como lidar com o mimo/ a criança mimada: Será que eu mimo demais o meu filho?

gabi“Criar com excesso de Mimo além de não educar deforma o caráter da criança”

(Pedagoga, coordenadora pedagógica e diretora do Espaço Coeene – Centro de Orientação Educacional e Estudos Norte Educação)

Muitos pais não sabem o que fazer ou como agir diante de certos comportamentos dos filhos. Sabemos que desde o nascimento (ou ainda antes disso) a criança precisa de atenção, carinho seja de quem for, principalmente dentro de seu convívio social. A partir dos primeiros anos de vida, a criança já percebe as suas necessidades e desejos e aprende a expressá-las , é a partir deste ponto que os pais precisam entender a distinção entre satisfazer certas vontades e mimar o seu filho.

Quando uma criança é tratada como mimos exagerados, quer dizer presentes e todo um aparato de agrados para que cumpra seus deveres regulares, ela está diante das mesmas condições que motivam também um corrupto, onde é preciso sempre ser compensado por alguma coisa para cumprir uma determinada tarefa:.

Presentes para escovar os dentes, para ir à escola, para ir dormir cedo, para pentear o cabelo, para não embirrar com os irmãos. Aos pais que costumam “recompensar” as situações rotineiras da criança, é preciso fazer uma reflexão: Que tipo de mensagem estou inserindo na personalidade do meu filho?

Criança precisa de educação, zelo e respeito, toque e carinho, disciplina ordenada, que é o sentido de organização pessoal. Criança precisa aprender desde cedo o sentido da vida, o sentimento de solidariedade, mas não a solidariedade do dar para receber em dobro. Criança precisa sim, descobrir o que é a amizade, praticar respeito porque vivenciou isso, porque aprendeu que é a coisa certa, e não porque está escrito em algum livro sagrado ou manual de instruções.

Então, para uma criança, cuja mente ainda carece de lastro, de experiência de vida para ser então capaz de discernir sobre a complexidade do viver correto e tudo mais, o que significa para ela ganhar presentes, mesmo que seja como uma forma de incentivo, para que cumpram seus deveres mais óbvios?

Trata-se de um modo institucionalizado de convencê-la, muitas vezes, a cumprir algo, contra sua vontade e desejo espontâneo. Convencer é o mesmo que forçar, logo, embora ela não interprete como tal aquele gesto, é sem dúvida uma forma de corrupção. Fazer algo contra sua vontade, só é possível através de compensações, ou agrados vantajosos.

CoeeneSobre o Coeene (Centro de Orientação Educacional e Estudos Norte Educação)

Fone: (081) 9558-3600, (081) 8431-9274 e (081) 8526-0760

Endereço Fan Page:

https://www.facebook.com/pages/Coeene/1445623372325816?fref=ts

Um comentário em “Como lidar com o mimo/ a criança mimada: Será que eu mimo demais o meu filho?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s