O bebê Vegetariano

vege2A família que opta por uma alimentação vegetariana já no primeiro ano de vida do filho deve garantir a presença de vegetais em quantidade, variedade e qualidade adequadas ao bebê. O primeiro ano de vida de uma criança é crucial para a implementação de bases para uma boa saúde.

Durante os primeiros anos de vida os bebês crescem de forma espantosa, a uma velocidade que não mais se repetirá: no primeiro ano de vida, o bebê triplica o seu peso de nascença. As necessidades da maioria dos nutrientes são duas a três vezes maiores que as dos adultos (por quilograma de peso). Depois do sexto mês, pelo desenvolvimento intenso, o bebê requer quantidade muito maior de ferro (cerca de 11 mg por dia), que deve ser suprida pelo consumo de carne e vegetais. o leite materno deve ser o alimento exclusivo do bebê até o sexto mês e o complemento a outros alimentos até os dois anos de idade da criança.

Os pais devem estar atentos às calorias oferecidas, lembrando que os vegetais costumam ser menos calóricos. E acrescentar boas fontes de proteína, como as oleaginosas e as leguminosas, sempre seguindo o ritmo de introdução desses novos sabores à dieta da criança. Os erros mais comuns na dieta vegetariana é em trocar o leite materno ou fórmulas infantis por sucos de frutas e verduras, promover a amamentação exclusiva por mais de um ano (sem oferecer alimentos complementares) e trocar o leite materno por mistura de farinhas.

A dieta sem carne pode acontecer nas crianças desde que sejam feitas as substituições adequadas de alimentos. Trocamos cem gramas de carne por uma concha de feijão. Nessa quantidade temos uma ótima substituição dos principais nutrientes. Já a soja, possui alto teor de proteína. No entanto, pode trazer problemas aos bebês, devidos, por exemplo, aos complexos processos industriais que sofre. Há que se ter muita cautela no seu consumo.

É comum que se prescreva a vegetarianos suplemento de B12 e de ferro, visando prevenir a anemia ferropriva.
Quando a família opta pela dieta vegetariana, as fontes vegetais de ferro, como leguminosas (lentilha e feijão) e folhosos verde-escuros, têm relevância. A mãe deve solicitar suplementos para o bebê e melhorar a absorção desse ferro vegetal – com frutas cítricas na sobremesa, por exemplo, por causa da vitamina C, um facilitador. Os médicos ainda levantam muitas questões sobre a eficácia desta dieta e, na maioria dos casos, são contra a sua utilização.

Por último, quem pretende deixar de comer carne apenas pensando na saúde, deve rever sua decisão. Com moderação, e preparada de forma saudável, é importante para o bebê. A recomendação é que esteja presente em pelo menos uma refeição ao dia no sexto mês de vida, e duas vezes ao dia a partir do sétimo, cozida e triturada ou desfiada.

FONTE:

http://mdemulher.abril.com.br/familia/reportagem/filhos/possivel-criar-bebe-vegetariano-736753.shtml

http://www.cantinhovegetariano.com.br/2007/06/o-beb-vegetariano.html

http://maternar.blogfolha.uol.com.br/2013/11/21/cardapio-de-crianca-e-bebe-vegetarianos-deve-ser-feito-com-cautela/

Anúncios

Um comentário em “O bebê Vegetariano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s