Gestação ectópica

images1A gravidez ectópica ocorre quando a gestação começa fora do útero. Ectópica significa “no lugar errado”, portanto é uma gestação que se desenvolve fora do útero. A maioria dos casos de gravidez ectópica (95 por cento), a implantação acontece em uma das tubas uterinas (ou trompas de Falópio), e por isso ela também é conhecida como gravidez tubária. Entretanto, em casos raros, a gravidez ectópica pode ocorrer no ovário, na região do estômago ou no colo do útero. Conforme a gravidez se desenvolve, surgem dores e sangramento, e, se a situação não for identificada, a trompa pode se romper, provocando hemorragia interna.

A gravidez ectópica é uma complicação da gravidez, na qual o embrião se implanta fora da cavidade uterina. Raramente continuar com a gravidez é viável e há risco de hemorragia fatal para a mãe sem uma cirurgia para retirar o embrião. Geralmente a implantação se dá nas tubas uterinas, chamada gravidez tubaria, porém a implantação também pode ocorrer na cavidade abdominal, nos ovários ou no cérvix. Ocorre em cerca de 1% das gravidezes.

Normalmente este tipo de gravidez não evolui e pode ocorrer um tipo de abortamento chamado de aborto tubareo, ou pode ocorrer o rompimento da trompa e a pessoa começa a sentir fortes dores abdominais.

Os sintomas acontecem entre a 5ª e a 10ª semana de gravidez, e é comum que haja dor em apenas um lado do abdômen, sangramento anormal, falta de menstruação, dores no ombro, dores ao urinar ou defecar, mal estar, tontura, náuseas e diarréia.

Em muitos casos, é possível visualizar o embrião fora da cavidade uterina durante uma ecografia de rotina no início da gravidez. Em determinadas situações, o diagnóstico terá de ser feito no decurso de cirurgia abdominal exploratória. Níveis baixos de hCG (hormona da gravidez) no sangue também poderão ser indicativos de gravidez ectópica, mas a análise ao sangue poderá ter de ser repetida várias vezes para eliminar outras possibilidades.

Geralmente os casos de gravidez ectópica são diagnosticados a tempo de realizar todos os procedimentos necessários. Quando existe a probabilidade de uma gestação ectópica, o médico pede o ultrassom intra vaginal e exames de sangue.

1) Fatores que elevam muito o risco de gravidez ectópica:

– Inflamação ou infecção ativa da trompa de Falópio (salpingite).
– Lesão estruturais da trompa de Falópio por inflamações prévias.
– Cirurgia prévia das trompas.
– Falhas da ligadura de trompa
– Episódio de gravidez ectópica prévia.
– Uso de DIU (o DIU raramente falha, mas quando isso ocorre, o risco de gravidez tubária é elevadíssimo).
FONTE:

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/gravidez-ectopica

http://brasil.babycenter.com/a1500624/gravidez-ect%C3%B3pica#ixzz3AqVbRVgO

Gravidez ectópica

GRAVIDEZ ECTÓPICA | Sintomas e tratamento

 

Um comentário em “Gestação ectópica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s