A Sindrome do Baby Blues

imagesVocês já ouviram falar sobre baby blues? Baby Blues ou melancolia do pós-parto é a forma mais branda da depressão pós-parto e surge, na maioria das vezes, até o quarto dia do nascimento do bebê e dura até no máximo uma semana, tendo sintomas parecidos com os da depressão pós-parto. Geralmente as mulheres começam a se sentir tristes e infelizes, deprimidas e chorosas. Na primeira semana após dar à luz, cerca de 70% das mulheres sofrem do chamado “baby blues”, com queixas que vão desde alterações de humor e ansiedade até falta de apetite e irritabilidade.

 Na verdade eles não são infelizes, esses  picos emocionais são considerados um efeito natural das mudanças hormonais que ocorrem com a gravidez e o parto. Níveis de estrogênio e progesterona, que estavam em alta durante a gravidez, de repente diminuem após o parto afetando o humor. Estes hormônios femininos retornam a seus níveis pré-gravidez dentro de aproximadamente uma semana podendo demorar um pouco mais. Quando os níveis de hormônios se normalizam e o corpo restabelece o equilíbrio, os sintomas de baby blues desaparecem.

Esta mini depressão pode ocorrer por duas razões:
  • A queda brusca na concentração de hormônios progesterona, durante a gravidez a sua taxa é elevada;
  • Resultado de medos de partos anteriores.
Em geral, os sinais que sugerem o Baby Blues são uma tristeza e hipersensibilidade demonstrada pela recente mãe com:
  • Ideias melancólicas ou tristes
  • Irritação fácil
  • Raiva
  • Labilidade emocional
  • Ansiedade
  • Desesperado
  • Insônias.
Estes sinais, muitas vezes surgem quando as jovens mães regressam a casa. Tornando-se piores, quando o pai reinicia o trabalho, fomentando um sentimento de solidão. Para lidar com baby blues, novas mamães devem tentar aceitar ajuda nos primeiros dias e semanas após o parto. Deixar a família e amigos ajudarem com recados, compras de alimentos, afazeres domésticos, ou cuidados com o bebê. As mamães devem comer alimentos nutritivos e buscar apoio nas pessoas mais próximas. Um bom descanso também é importante. Muitas visitas, agitação e a privação de sono são prejudiciais e podem reforçar e estimular sentimentos de tristeza e depressão.

FONTE:

http://cantinhodaenfermeiraregina.blogspot.com.br/2010/06/baby-blues-melancolia-pos-parto.html

http://centrodeartigos.com/revista-digital/artigo-2431.html

http://www.vidadegestanteemae.com.br/baby-blues/

http://doencasesintomas.blogspot.com/2014/01/sindrome-pos-parto-sindrome-baby-blues.html

http://www.lifebookplus.com/familia/noticia/conheca-a-diferenca-entre-depressao-pos-parto-e-baby-blues.html

http://saude-joni.blogspot.com.br/2010/06/baby-blues-depressao-pos-parto.html

Anúncios

2 comentários em “A Sindrome do Baby Blues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s